Musicoterapia

A Musicoterapia é a utilização da música em contexto de tratamento, reabilitação ou prevenção de problemas de saúde no intuito de desenvolver capacidades e restaurar funções da pessoa para promover o seu bem-estar e a qualidade de vida. Tem a finalidade de atingir objetivos terapêuticos relevantes não musicais no sentido de ir ao encontro das necessidades físicas, cognitivas, emocionais, comportamentais, sociais e comunicativas do(s) paciente(s) e por isso deverá ser exercida por um terapeuta devidamente qualificado.

Nas sessões, é utilizada toda e qualquer manifestação sonora (música, sons, movimento) com a finalidade de produzir efeitos terapêuticos, num processo de intervenção através de experiências musicais, estabelecendo-se uma relação de ajuda entre o terapeuta e o paciente. A Musicoterapia pode ser utilizada em contextos médicos, educativos, institucionais e/ou domiciliares.

É uma atividade clínica do âmbito das profissões da saúde. A Entidade regulamentadora dos profissionais de musicoterapia em Portugal é a APMT – Associação Portuguesa de Musicoterapia – www.apmtmusicoterapia.com, sendo a sua congénere Europeia a EMTC  – European Music Therapy Confederation – http://www.emtc-eu.com/

Quem pode beneficiar da Musicoterapia?

Crianças, jovens, adultos e idosos que sejam portadores de várias condições de saúde: doenças crónicas, traumas, síndromes genéticas, défices físicos, sensoriomotores, cognitivos, problemas emocionais e comportamentais, problemáticas do ponto de vista relacional e do contacto, défices de comunicação, dificuldades de aprendizagem, perturbações do neurodesenvolvimento, questões do foro da saúde mental e psiquiatria. 

Para beneficiar ou frequentar as sessões de musicoterapia não é necessária qualquer formação, domínio de algum instrumento ou prática musical.

Efeitos Terapêuticos da Musicoterapia

A música quando usada como terapia, pode trazer benefícios para a saúde como:

  • melhorar a memória, o foco de atenção e a concentração
  • estimular o desenvolvimento de capacidades e o crescimento
  • melhorar os processos de aprendizagem
  • estimular o humor e a disposição
  • estimular a coordenação motora (grossa e fina) através de atividades musicais utilizando instrumentos musicais
  • exprimir sentimentos e emoções
  • suporte emocional   
  • melhorar a comunicação
  • promover as relações interpessoais e a componente de socialização
  • promover a expressão corporal, vocal e sonora
  • aumentar a capacidade respiratória
  • desenvolver um comportamento adaptativo
  • trabalhar a impulsividade
  • promover a auto-regulação
  • aprender a trabalhar em conjunto e de modo cooperativo
  • facilitar o relaxamento e reduzir os níveis de stress
  • gerir e aliviar a dor
  • melhorar a qualidade de vida e bem-estar
  • melhorar a auto-estima

Se considera que a sua criança e/ou jovem possa beneficiar deste tipo de apoio, não hesite em contactar-nos.

A nossa equipa de Musicoterapeutas está disponível para esclarecer todas as suas dúvidas!

Aguardamos por si!

Entre em contacto connosco agora

Para mais informações, contacte-nos: